« Home | Começou a hipocrisia natalícia » | De regresso à normalidade. "No passa nada" » | Atenção que o Jacinto voltou » | É um direito e não uma regalia » | Não esquecer » | Há perguntas que ainda não têm respostas » | Uma ou duas Alemanhas » | Os Burros, o Mercado de Acções e a crise... » | Os intocáveis ou como andam a gozar com a gente » | Uma saída injusta »

quarta-feira, novembro 11, 2009

Continua em grande o Vieira da Silva

"Não será sustentável seguirmos políticas de rendimentos e políticas salariais desajustadas do ciclo económico em que vivemos, pois não vejo como é possível que a riqueza seja distribuída se não for criada consistentemente"
Vieira da Silva, Diario Digital, hoje, a propósito de um possível aumento do salário em 1,5%

Ele falou em distribuição da riqueza? A sério? Há quantos anos é que isso não acontece? E o argumento? Fabuloso. "Políticas salariais desajustadas do ciclo económico". E nos outros anos. Era por causa do perigo inflacionista?

Vieira da Silva no seu melhor. O antigo Ministro do Trabalho e autor do revisto e piorado código de trabalho diz ao que vai. Defesa dos patrões e o povo que se lixe com F grande.

Etiquetas:

4Comenta Este Post

At 11/11/2009 7:21 da tarde, Blogger André M. Palmeiro escreveu...

A figurinha em apreço ressoa a qualquer coisa de um género felliniano; nunca tinha pensado no Vieira da Silva deste modo, mas entre "i vitelloni" (Os inúteis) e "i clowns" (Os palhaços) situa-se muita da governação Sócrates neste sector específico:
- Aperta o cinto, Maria, ai aperta o cinto...!

 
At 11/12/2009 4:29 da manhã, Anonymous Anónimo escreveu...

O Constâncio tambem está na maior:

http://blocodemarvila.blogspot.com/


L

 
At 11/12/2009 10:02 da manhã, Blogger Daniel Arruda escreveu...

Não aperta mais André e nem mesmo com fellini.

Agora só se perdermos mais peso com a ausencia de comida na mesa.

 
At 11/12/2009 10:05 da manhã, Blogger Daniel Arruda escreveu...

Anónimo, não conhecia o blogue mas já está nos favoritos. Está muito giro.
:)
Abraço

 

Enviar um comentário

<< Home