« Home | Sto António e os LGBT » | Belo filme » | Cuidado com a vaga de frio » | O Orçamento de Estado - parte II » | Orçamento de Estado - parte I » | 2 milhões com retorno imediato » | Paradoxos » | Afinal ccomo quase tudo é um espelho da sociedade ... » | O Paradoxo do Ornitobronco por Bruno Nogueira » | Parabéns »

segunda-feira, janeiro 18, 2010

Continuem a votar neles

O PS, PSD e CDS foram os partidos mais multados pelo tribunal constitucional devido ás suas más contas sendo que os partidos à esquerda, o PCP e o BE receberam apenas recomendações e multas pequenas por erros nas contas, mas que não representam fraudes. O que as notícias não dizem é que todos os anos é assim e que os partidos que mais fraudes cometem continuam inpunementes a cometer essas irregularidades pagando as multas sem mais nenhuma consequencia pois para eles o crime compensa.
Este ano o escandalo é que falamos de milhões de Euros. E?!?!??!?!?! Daqui a dias já ninguém se vai lembrar e o regabofe vai continuar este ano fora.
Mas no fundo trata-se apenas de Portugal ser um país que tem os partidos e políticos que merece. É que a maioria dos Portugueses concorda com estas práticas pois o PS, PSD e CDS são os 3 partidos mais votados pelo nosso povo. Por isso não se queixem. Foram vocês que votaram neles.
Continuem que vão no bom caminho.

Etiquetas:

10Comenta Este Post

At 1/18/2010 11:53 da tarde, Blogger Presidente escreveu...

http://www.petitiononline.com/PR2011
Petição por um candidato anti-capitalista - Mais de um milhão de portugueses (18%) votaram no passado mês de Setembro nos partidos de esquerda que se opuseram de forma clara às políticas liberais de José Sócrates.
Os signatários, cidadãos e cidadãs de esquerda, dirigem-se às direcções do Bloco de Esquerda e do Partido Comunista Português, como principais forças partidárias anti-capitalistas, no sentido de que dialoguem, com o objectivo expresso de apoiarem uma candidatura comum às eleições presidenciais do próximo ano, fora da área governamental e do PS.

 
At 1/19/2010 5:49 da tarde, Anonymous Anónimo escreveu...

Presidente... e qual será a utilidade prática desse candidato...

Em politica tem de ser acima de tudo consciente.

Nunca fora da area do PS , será possivel eleger um candidato proximo da esquerda, porque a direita consegue quase sempre unir-se.

Se o que se quer é um candidato para marcar o ponto, então tudo bem, o Cavaco agradece.

Se no entanto se quer um candidato que possa ganhar ao candidato de direita unida, seja ele Cavaco ou outro, então tem de se contar com alguem da area do PS, ou que consiga a maioria dos votos dessa area.

È que cada eleição tem as suas especificidades, as eleições Presidenciais não são iguais ás eleições legislativas, o papel do Presidente da Republica, é diverso do papel do governo e do papel da Assembleia da Republica.

Tal como as eleições autarquicas não podem ser confundidas com outras eleições, e só por isso se entende que por exemplo que o PCP, prefira quase sempre fazer alianças com o PSD e o CDS, do que por exemplo com o Bloco.

 
At 1/19/2010 6:38 da tarde, Anonymous o marreta escreveu...

Sr. Presidente:

O PCP irá apresentar um candidato "anti-capitalista", não se preocupe!

ah, ah, ah, ah! Mas me contenho na expectativa de ver Louçã, alegre e Sócrates no mesmo palco eleitoral a cores e ao vivo!

 
At 1/19/2010 6:49 da tarde, Blogger Daniel Arruda escreveu...

Marreta, pode ser que ainda te venhas a arrepender de ter escrito isto. É que pelos vistos não conheces o teu partido. O tal que desite antes do acto eleitoral ou manda votar Soares.

 
At 1/19/2010 6:56 da tarde, Blogger Daniel Arruda escreveu...

Anónimo, a utilidade é a de não se ter de apoiar um candidato a presidente que pouco tem a ver com a esquerda anti capitalista.
Para mim, na política não há a figura do mal menor. Ou há um candidtao ou partido onde me revejo ou então não há. Não voto para derrotar algo. Voto e luto para conquistar algo. È uma diferença enorme.
Em relação ao Alegre, como não podia deixar, não faz o pleno no PS porque é demasiado à esquerda do actual PS, mas na esquerda anti capitalista não colhe também muitas simpatias porque não representa esta corrente ideológica, o que o torna de facto no candidato para picar o ponto.
Já agora se quiser a minha opinião há por aí pelo menos 10 pessoas de esquerda que dariam um cadidato muito melhor a começar desde logo pelo secretário geral da CGTP Manuel Carvalho da Silva que , e por muitas divergencias de opinião que eu tenha com a linha que a CGTP muitas vezes segue, tem história e trabalho na defesa dos trabalhadores. Mas haveria mais mas essa discussão é para depois.

 
At 1/19/2010 10:14 da tarde, Anonymous Anónimo escreveu...

Daniel Arruda eu estava a tentar responder ao Presidente e á tal petição...

Um candidato anti-capitalista á Presidência da Republica , desculpe , mas penso que há por ai muita confusão, sobre o papel actual do Presidente da Republica.

A campanha de Otelo de 1976 ( a mais estusiasmante campanha popular em que participei), tinha na sua base e no seu programa, muito daquilo que foram as chamadas conquistas de Abril, a partir daí TODAS as campanhas Presidenciais, foram sempre escolher o mal menor....

Entendo que nas legislativas devem os partidos apresentar ao eleitorado os seus programas, e o Bloco deve levar ao povo as suas bandeiras sem tibiezas, sujeitando-se ao veridito, mas tambem a muitas incompreenções, mas é a sua responsabilidade, assumir com total clareza as alternativas que propõe.

A eleição Presidencial, tem outros contornos, as candidaturas de Fernando Rosas e de Louçã, para só lembrar duas, foram importantes, mas só serviram para marcar calendário....

O desafio a todos os homens e mulheres de esquerda, é se queremos que Cavaco ou alguem tão reaccionario como ele continue a ser o nosso Presidente, ou se pelo contrario, queremos unir esforços para eleger alguem com quem tenhamos, alguns pontos de contacto.

Isto não é engolir sapos vivos, aliás , um cidadão esclarecido nunca engole sapos vivos, vota em coerência, e faz a sua escolha entre as alternativas que lhe são propostas.

Quanto ao Carvalho da Silva, pessoa respeitável sem dúvida, mas que infelizmente está demasiado colado ao PCP, e tem sido na CGTP demasiado seguidista das orientaçoes da Comissão Politica do CC, (lembro-lhe por exemplo a convocatoria da ultima mini greve geral,) não tem condições para agregar muito mais eleitorado, do que o do PCP e do Bloco e alguma franjas ( poucas ) do PS, e não é certamente o tal candidato ANTI-CAPITALISTA.

Poderia a outro nivel sugerir pela sua postura insenção e HOMEM BOM , o Fernando Nobre, seria certamente uma campanhas de valores, e de solidariedade, podendo ser transversal á sociedade portuguesa, não penso que tivesse condições para ganhar, mas seria sem dúvida um campanha bastante importante pois assentaria numa base de valores, mas tambem não era nenhuma candidatura anti-capitalista.

SE queremos uma candidatura que seja vitoriosa, com um programa claro de defesa da democracia, com claras preocupações sociais e com hipoteses de vencer, essa candidatura terá de vir sempre da area do PS.

Já agora quem veria o Daniel Arruda capaz de liderar nas Presidenciais esse tal projecto anti-capitalista que tivesse condições de VITORIA.

 
At 1/19/2010 10:34 da tarde, Blogger Daniel Arruda escreveu...

Anónimo, há de facto mais nomes e o nome de Fernando Nobre é um desses. Já agra esse nome tem sido bastante discutido nos círculos à esquerda e é de facto um excelente nome.
Não consigo é concordar com essa do ser aceitável um mal menor. Eu não julgo as pessoas pelo seu passado apenas e no caso do Alegre ele teve mais que muitas hipóteses de se afirmar como pessoa de esquerda sem tibiezas. O que aconteceu é que ele quis o melhor dos dois mundos e dar-se bem com deus e com o diabo. Quando se esperava a ruptura com o PS e com José Sócrates assistimos ao seu apoio a Sócrates.
Se eu concordasse com o Governo até poderia admitir que fosse um mal menor ter um presidente que em última instancia esse cobertura ao governo. O problema é que eu não concordo.
Concordo contigo quando dizes que um cidadão não engole sapos vivos. Eu não o vou engolir e se houver apenas duas hipóteses, Alegre ou Cavaco farei campanha ao lado do voto nulo. O do descontentamento.
Por fim eu quero uma campanha vitoriosa mas não a qualquer preço. Diz-me um nome da área do PS que não esteja colado a este governo. Ferro Rodrigues? António Seguro? Guterres? Venha o diabo e escolha.

Por fim deixo uma pergunta. Qual a mais valia que Alegre traria ao País?

 
At 1/20/2010 5:20 da tarde, Anonymous João escreveu...

Enfim, quem diz que as candidaturas de Rosas e de Louçã só serviram para marcar calendário não percebe nada da dinâmica política.
Escolher um candidato é um acto político com consequências, uma campanha eleitoral tem também consequências. Não se esgota tudo em saber quem ganha, porque é igualmente importante saber como ganha.
E há uma grande diferença entre o Bloco apoiar o Alegre numa segunda volta e este triste espectáculo de ser mais alegrista do que o próprio.
Creio até que se o apoio ao Alegre é sincero ele deveria ser adiado para depois do apoio do PS, porque só assim o poeta teria hipóteses de ganhar, não ficando colado ao Bloco como está agora.
Por muito que pense não entendo o que faz os dirigentes do Bloco andarem com o poeta no andor.

 
At 1/20/2010 5:52 da tarde, Blogger Daniel Arruda escreveu...

João, tenho de concordar contigo, mas mesmo depois do apoio do PS não encontro nenhuma razão válida para o fazer.

 
At 1/20/2010 8:15 da tarde, Anonymous Lucília Matos escreveu...

Por falar em votar, votem nesta petição:

http://www.petitiononline.com/PR2011/petition.html

Por um candidato anti-capitalista!

 

Enviar um comentário

<< Home