« Home | Um país em clima de pré campanha eleitoral » | Uma posta roubada » | Como saír de Repente para Kagar » | O Algodão não engana » | Dúvidas » | sem título » | Petições II » | Petições I » | Mais valia não porem foto » | "Calor" por Miguel Angelo »

segunda-feira, janeiro 11, 2010

Einstein tinha razão

Albert Einstein
.
Mas qual objecção de consciência qual quê? Objecção de consciência porquê? Qual é que é a consciencia que está em causa? Com que fundamento? Qual o princípio que está em causa para um conservador se recusar a celebrar um contrato entre duas pessoas? Por essa ordem de ideias qualquer contrato que seja celebrado e com o qual o diligente funcionário público não concorde passa a ser alvo de uma objecção de consciência? Ou será que isto se vai poder aplicar a todos os funcionários? Por exemplo um motorista da Carris que é ideológicamente de extrema direita e xenófobo. Vai poder começar a recusar a entrada de estangeiros no seu autocarro com base na sua legitima orientação ideológica e prevista na constituição? Ou será que um médico que seja testemunha de Jeová, com base no direito constitucional de liberdade religiosa, vai deixar morrer um doente porque não lhe recomenda uma transfusão de sangue? Sempre com base na objecção de consciência?
Tenham juízo e deixem-se de palhaçadas.

Etiquetas:

3Comenta Este Post

At 1/12/2010 3:23 da manhã, Blogger Oscar escreveu...

Se fossem espertos, também alegavam objeção de consciência aos casamentos hetero, e, no caso de serem a favor da vida, deixavam de passar óbitos, assim tinham muito mais descanso.

 
At 1/12/2010 12:47 da tarde, Anonymous Anónimo escreveu...

Estranho que a Igreja Catolica não excomungue os Juizes, Presidentes e outros altos responsáveis dos países, que decretam a Pena de Morte.

E os capelães militares, que abençoam os soldados que vão para a GUERRA, será que pensam que os soldados vão só servir refrescos....

 
At 1/12/2010 2:32 da tarde, Blogger Daniel Arruda escreveu...

Tens razão anónimo. Concordo em Absoluto.

 

Enviar um comentário

<< Home