« Home | Uma posta desinteressante » | Por mim, digam-lhes adeus. Cansei. » | Tratado europeu 2.0 » | A Verdade ainda é como o Azeite » | Em Portugal a internet é mais cara 10 euros que n... » | O seu a seu dono » | O super hamburger » | Bye- bye Kacznski » | Isto é porreiro, pá - II » | A Nossa Escolha »

terça-feira, outubro 23, 2007

Isto é porreiro, pá, III





Há dois milhões de pobres em Portugal.
20% da população portuguesa vive com menos de 360 Euros por mês. Viver com menos de 360 Euros por mês, significa viver com menos de 12 Euros por dia.
È ou não é porreiro, pá?

Etiquetas:

3Comenta Este Post

At 10/23/2007 5:17 da tarde, Blogger Daniel Arruda escreveu...

Então não é porreiro. Mas mais porreiro são os que são reformados e vivem com 400Euros por més e como são ricos(ganham mais de 360) vão passar a pagar impostos sobre os seus rendimentos.

 
At 10/24/2007 1:01 da manhã, Anonymous Lic escreveu...

Enquanto deste lado os políticos se rendem aos favores dos empresários e a seguir mostram o seu lado hipócrita ao lamentarem a desigualdade e a pobreza, aqui ao lado há quem se preocupe em melhorar a repartição da riqueza http://www.elcorreodigital.com/alava/20071022/economia/zapatero-anuncia-salario-minimo-20071022.html

 
At 10/24/2007 1:10 da manhã, Anonymous Lic escreveu...

E agora, fruto de uma série de de medidas avulso, o governo vai acabar com o vinculo estável dos funcionários públicas e arranjou um esquema em que todos passam a contrato individual de trabalho. Esse contrato é renovado anualmente pelos dirigentes máximos de cada organismo, caso eles entendam e caso a tutela não lhes ordene um corte a direito.
Os que não virem o seu contrato renovado vão para os supranumerários durante um ano e a seguir vão para a rua, porque a futura lei não prevê mais tempo para os supranumerários em contrato.
Com isto vai ficar muito mais fácial meter boys e dobrar os mais rigorosos.
Se ficou assim para os funcionários públicos, nem quero saber como vai ser a flexisegurança.

 

Enviar um comentário

<< Home