« Home | Os TSD » | Outra vez os cartazes de campanha » | Coisas de...sapatos! » | Acordares » | Just because...what can I do?? :)) » | Músicas » | Histórias de tirar o sono » | Músicas » | Dias de livro de caixa » | A nossa escolha »

sábado, maio 30, 2009

O mundo inteiro para a minha obra prima


Com o mesmo entusiasmo sereno com que pegou na primeira bola, aprendeu a primeira letra, montou o primeiro cavalo, descobiu a primeira estrela, se apaixonou a primeira vez (talvez só aqui, o tenha visto, algumas vezes, perder a serenidade, que o coração tem razões que a razão desconhece, já alguém, muito antes de nós, o dizia), saiu há pouco no primeiro carro...
Se os genes (e os astros?) nos tornaram semelhantes em tanta coisa, alguma coisa houve que o fez bem mais calmo, mais paciente e mais sereno que eu.
"Se precisares de alguma coisa, liga, mãe". Preciso, filhote, preciso de ti. E preciso dessa serenidade que me transmitiste sempre, mesmo nos momentos em que as dúvidas e os medos me tomaram (tomam) os gestos e me calaram (calam) as palavras.
És a minha obra prima.

Parabéns, João.
E obrigado por, mesmo um cadito rabugenta e medricas, ainda continuar a ser a melhor mãe do mundo, como no postal do Dia da Mãe, do 2º ano, que guardo em cima da cómoda.
Continuo, não continuo?

Etiquetas:

4Comenta Este Post

At 5/31/2009 4:28 da tarde, Blogger Maria escreveu...

"És a minha obra prima" constatar isso é uma enorme felicidade! Parabéns ao filho e à mãe !

( o texto é muito bonito, emocionei-me!)

 
At 5/31/2009 7:48 da tarde, Blogger Daniel Arruda escreveu...

PArabéns ao filho que á mãe nãos e pode dar. Senão fica toda babada eheheheheh

 
At 5/31/2009 9:55 da tarde, Blogger Isabel Faria escreveu...

Maria, obrigada. Mas é, mesmo, sabes.
Às vezes acho que deve ter sido um momento de rara inspiração :))

 
At 5/31/2009 9:56 da tarde, Blogger Isabel Faria escreveu...

Daniel, olha quem fala!
Tu que nem és um pai nada babado, né, amigo?

 

Enviar um comentário

<< Home