« Home | Obrigado Adriano - II » | Bem-vindo Makakula » | Ainda a Casa Pia » | Eu também apoio » | Obrigado Adriano - I » | Dia Mundial da Alimentação -16 Outubro » | 89 segundos » | Isto está bonito » | Camara do Seixal no seu melhor (again) » | Laranja canta Carmen »

terça-feira, outubro 16, 2007

Adriano Correia de Oliveira

A melhor homenagem a Adriano é cantá- lo.Quando passam 25 anos sobre a sua partida é editado um disco com os poemas que cantou - "Adriano aqui e agora. O tributo".
Na Voz do Operário, de 16 a 20 de Outubro, comemora-se a vida de Adriano Correia de Oliveira.
...
Aqui no Troll, procurei dizer, à minha maneira, da falta que me faz. Possivelmente alguns acharão que falar de Adriano, falando de mim, é uma maneira egoísta ou egocêntrica de o fazer. Não sei. Para mim, é apenas uma forma, a única que encontrei, de dizer que há pessoas que me fizeram. Sem as quais não seria o que sou.
Foi assim com Adriano.

Etiquetas:

5Comenta Este Post

At 10/17/2007 4:19 da manhã, Blogger Diogo escreveu...

Quem é o Adriano?

http://monarquico.blogspot.com/

 
At 10/17/2007 4:20 da manhã, Blogger Diogo escreveu...

Oh, cantor comunista sem interesse...

http://monarquico.blogspot.com/

 
At 10/17/2007 9:58 da manhã, Blogger Isabel Faria escreveu...

Diogo, exactamente. Com um pequeno esforço, coisa de minutito, você afinal até lá chega...
olhe e cantou poemas de outros comunistas sem interesse, do Manuel Alegre, por exemplo, que como o Diogo sabe foi um dos fundadores do PCP.

 
At 10/17/2007 4:30 da tarde, Blogger JS escreveu...

Mas não só. Também canta um poema de um tal João Roiz Castell-Branco, perigoso agitador comunista do sec XV. O poema é um verdadeiro panfleto subversivo encriptado de tal forma que nem a pide desconfiou.

Senhora, partem tam tristes
meus olhos por vós, meu bem,
que nunca tam tristes vistes
outros nenhuns por ninguém.

Tam tristes, tam saudosos,
tam doentes da partida,
tam cansados, tam chorosos,
da morte mais desejosos
cem mil vezes que da vida.
Partem tam tristes os tristes,
tam fora d' esperar bem,
que nunca tam tristes vistes
outros nenhuns por ninguém.

O Diogo afinal até sabe...

JJS

 
At 10/17/2007 10:45 da tarde, Blogger Isabel Faria escreveu...

JJS, pois desse esqueci-me...será melhor confessramos que o tal sr do sec XV, também esteve, séculos mais tarde, num congresso qualquer do PCUS??

 

Enviar um comentário

<< Home