« Home | Como eles são tristes e pobres » | Eu também gostava de ser, se não fosse muito incóm... » | Mais ligações » | "Hipótese" » | A Nossa Escolha » | Santinho » | Multimilionário continua a doar a sua fortuna » | Eu acho pouco no país que temos » | Isto é só rir XI » | Mas havia dúvidas????? »

sexta-feira, outubro 12, 2007

Alguém me explica a lógica?


Impressão minha ou as atribuições dos prémios Nobel estão cada vez mais parvas. Desculpem lá mas Al Gore para Nobel da Paz não lembra a ninguém.
Deve de haver por aí muita boa gente já galardoada com um Nobel por esse mundo a correr para esconder a medalha num armário e fechá-lo muito bem para ninguém ver.

Etiquetas:

7Comenta Este Post

At 10/12/2007 3:22 da tarde, Blogger Leal Franco escreveu...

Ainda bem que o assunto das alterações climáticas é publicamente reconhecido. Mas eleger Al Gore para prémio Nobel da Paz mostra que o patamar dos critérios e dos requisitos para tal merecimento estão cada vez mais baixos. Al Gore esteve sempre muito longe de ser um paladino ou um bom intérprete da Paz no mundo... Como querem elevar a moral e a nobreza dos povos?

 
At 10/12/2007 10:39 da tarde, Anonymous Anónimo escreveu...

Estimado Leal Franco: essa do Gore estar longe de ser um paladino da paz no mundo, nem o seu Louçã diria melhor. Para si tal paladino deve estar lá para a Coreia, porque um americano não pode ser lutador pela paz.

Quem é que queria que fosse premiado? Pela vossa infantil ideologia politica, talvez o tio Fidel...

Posts e comentários como estes levam-me a pensar que há malta aqui no Troll que ou é imbecilmente imberbe, ou começa a beber cedo.

Acho que alguns de vocês, a certa altura, funcionam em circuito fechado, num mundo muito só vosso, indiferentes ao que se passa à vossa roda. Voluntariamente, não querem acordar e ver a realidade.

Para isso não precisam de um blogue, basta mandarem entre vós umas mensagens de telemóvel - como algumas ridículas que aqui, às vezes se lêm, do estilo: Marilú,não te esqueças de trazer uma dúzia de ovos da rua...

Tenho pena da vossa cegueira voluntária, pois todos fazem falta a uma democracia...mesmo os anti-americanos primários, e muitas vezes escrevem-se aqui coisas interessantes.


Digo eu...

Saloio

 
At 10/12/2007 11:09 da tarde, Blogger Isabel Faria escreveu...

Saloio, bem vindo de volta. Já tinha dado pela sua falta.

Agora o seu comentário.
Claro que há americanos lutadores pela Paz...agora claro que livremente se pode discordar se Al Gore é um desses americanos, ou não?
Ninguém retira a Al Gore o mérito de ter trazido para berlinda o que as alterações climáticas farão ao nosso mundo...ou se haverá nosso mundo com elas...claro que também há quem lamente que Al Gore tenha acordado para elas um pouco tarde (e você sabe do que falo). Mas apesar disso tudo não nos podemos questionar se isso é motivo para o Prémio Nobel da Paz porque carga de água ??? (ah, mas deixe-me dizer que entre Al Gore e Kissinger aqui há uns anos...ok, mil vezes Al Gore).
Ah e já que a esta hora o Leal e o Daniel não devem estar perto dum PC, deixe-me dizer-lhe, porque conheço bem ambos, que eles se vão divertir imenso com a sua opinião que qualquer um deles daria um Nobel da Paz a Fidel ou o procuraria na Coreia do Norte...

Agora o resto do seu comentário: não entendo.
Não entendi se somos nós que enviamos SMS e se sim, quais considera ridículos...não entendi porque raio não podemos ter um Blog, mesmo que a opção fosse essa (que não é) de circuito fechado, pois um Blog serve para aquilo que cada um quiser. Até podiamos escrever sobre a vida sexual das formigas da Austrália, que não me parece que daí viesse mal ao Mundo...Não somos pagos. Não nos comprometemos com nada nem ninguém. Não somos serviço público...

De qualquer forma o nosso objetivo não é os tais discutir os afectos das ditas formiguitas...e por isso até curtimos escrever qualquer coisoita mais do que a sua vida intima...e para mais gente do que para qeum ela eventualmente possa interessar...mas daí a deixarmos de dizer o que pensamos porque há quem considere isso enviar SMSs ridiculos uns para os outros vai uma distância...em última análise escreveremos sempre o que nos der gozo...se o pudermos ou soubermos partilhar, óptimo. Se não, paciência...afinal às vezes até pode ser que os ovos da Marilu sejam meso necessários para a omelete do jantar.

 
At 10/12/2007 11:40 da tarde, Anonymous Anónimo escreveu...

Estimada Isabel: penso que a senhora compreendeu onde eu quis chegar.

Aliás, só aqui venho porque quero - ninguém me obriga e faço-o no meu pleno direito democrático de escolha e, aqui para nós, porque gosto muito, caso contrário, bazava.

Quanto a Gore, acho que o homem anda a falar daquilo há, pelo menos 20 anos, pelo que penso que até pode merecer o prémio.

Tendo em atenção que se quer premiar uma certa continuidade, não podem restar dúvidas, mesmo aos mais cegos anti-americanos primários, que ele tem essa vida de combate.

Agora criticar tal atribuição só porque ele é americano começa a não haver saco...e o caro camarada Leal mais parece o camarada Sócrates a mandar polícias a um sindicato, do que a cumprir uma instrução lá do comitê central, ou como se chama o raio da cúpula lá do Bloco.

Quanto à liberdade para criticar, ó Isabelinha, então eu também posso criticar o critico...digo eu, que até me podem censurar.

Quanto aos conteúdos de alguns comentários a certos posts, ó Isabel, os leitores não são apenas a malta lá do bairro...

Não me parece que o blogue seja a via ideal para a Marilú dizer que o gato da Vanessa fez chi-chi no tapete novo...

Enfim...

Um beijo na mão para a senhora e, já agora, como estão os seus có-cós?


Digo eu...

Saloio

 
At 10/13/2007 8:33 da manhã, Blogger Daniel Arruda escreveu...

Saloio, gostei da tua prosa mas não apontaste um argumento pelo qual o o Nobel ficou bem entregue a Al-Gore.
Aliás eu como autor do texto não falei em americanos mas sim de outros galardoados que possivelmente têm vergonha, entre os quais por exemplo se incluem Nixon, americano de gema. Mas podiamos ir mais longe e questionar qual a comparação entre um Mandela ou o bispo de dili, ou aquela senhora da Birmania que não me lembro o nome (entre tantos outros) com Al Gore. O meu post era sobre isso. Pelas questões ambientais porque não entregar um Nobel á WWF por exemplo. Têm mais obra sobre o planeta que Gore. Ou porque não entregar o Nobel ao director do Laboratório nacional canadiano pela suas pesquisas sobre o desgelo no Alasca de longe mais importante e com+pleto que qualquer trabalho apresentado mas NÂO feiro por Al Gore.
Saloio, a qustão é essa e não a de ele ser americano. É uma questã de justeza do prémio.

 
At 10/13/2007 1:28 da tarde, Anonymous Anónimo escreveu...

Estimado Daniel: quando me referi a anti-americano primário, estava a referir-me ao prezado Leal Franco - sem ofensa e apenas analisando o seu texto.

Quanto a Gore merecer o prémio, parece-me indiscutível, sobretudo se tivermos em atenção o que o homem apregoa há quase 25 anos...e não como alguns mais recentes.

A referência a Nixon está descontextualizada e, não gostando eu dele mesma nada, temos que lhe reconhecer o mérito de ter sido recebido por Mao.

Por fim, e no âmbito dos interesses dos ecologistas, ó Daniel reconheça lá que tem muito mais projecção e eficácia prática a atribuição do Nobel a Gore, do que a qualquer um dos outros aventados, incluindo o português.

Digo eu...

Saloio

 
At 10/13/2007 5:38 da tarde, Blogger Isabel Faria escreveu...

Os co-cós estão bem obrigada. Creio que há uns novos, que eu não conhecia.
Claro que pode e deve criticar, só lhe estava a chamar a atenção, porque repito conheço bem o Leal, que as dúvidas do Leal (e do Daniel) quanto à justeza do Nobel nada tinham a ver com o facto de ser americano...e muito menos com o facto de o Nobel fica melhor nas mãos do Fidel ou do Kim Jong, não sei nº quantos...

Quanto à importãncia de Al Gore, mesmo...americano ou não...sou um bocado desconfiada nestas coisas...nem tenho a certeza se Al Gore já não era vice presidente dos EUA em 2001 aquando da não ratificação de Kyoto...nem tenho a certeza se o aquecimento global é mesmo o problema mais premente com que o Mundo se defronta (não lhe retiro a importância,note, apenas questiono a premência).
Questiono-me quantas vitimas fará a SIDA, as Guerras no Médio Oriente, o fundamentalismo americano ou islâmico, o Iraque...antes de cmeçarmos a ter que lidar com as vitimas do aquecimento global...enfim, mais uma das dezenas de vezes em que tenho em muito mais dúvidas do que certezas...ah, e tenho outra: Como seria a campanha de Al Gore contra o aquecimento global se Bush não tivesse feito batota e lhe não lhe tivesse roubado a Casa Branca...

 

Enviar um comentário

<< Home