« Home | Tomada de posse » | "Bloco, que fazer?" » | Então e o povo, pá? » | Legal como a Imperial » | Seria uma prova de boa fé da CIP » | Espero pela coerencia de Paulo Portas » | Outra vez o Abominável Homem das Neves » | A SIC não perdoa » | Colchão ortopédico para homens ou .... » | Benfica - Nacional (depois do jogo) »

segunda-feira, novembro 02, 2009

O caso de Fernão Ferro

Eu já calculava que a história de Fernão Ferro iria acabar aqui no Troll, mas enfim, para que não se fale mais do que não se sabe aqui vai a versão oficial dos factos que me foram transmitidos pelas pessoas de Fernão Ferro do BE.
A CDU ganhou as eleições com maioria relativa. Mandava o bom-tom que o presidente eleito, o Carlos Pereira, convocasse os partidos representados na Assembleia de Freguesia para lhes dar conta do que pretenda fazer com o executivo que teria de ser eleito na 1ª Assembleia. Aliás essa prática foi a seguida pela CDU há 4 anos quando não teve maioria absoluta em Corroios e que se saiba tudo correu bem. O presidente explica ao que vai, o que pretende fazer e apresenta uma proposta para o executivo. Mais uma vez no caso de Corroios, a busca por “tachos” na oposição foi tão grande que a CDU apresentou um executivo só constituído por pessoas da sua lista e pasmem-se foi aprovada em Assembleia.
Mas voltando a Fernão Ferro. Com o BE o presidente da junta não falou. (desconheço se falou com outros partidos) Não se dignou a dar uma palavra até ao dia antes da Assembleia da freguesia. E de que forma. À noite foi a casa do cabeça de lista do BE para lhe dizer que tinha para apresentar uma lista com os nomes x, y e z e que contava com o apoio do Bloco. Assim, sem mais nem menos. Perante esta postura o que fazer? Acho que o BE teve a posição mais correcta. A única que podia ter. O BE nem procurava lugares no executivo, como ficou claro na Assembleia de Freguesia pelo que me disseram. Só que na política não pode imperar o quero, posso e mando e há pessoas que têm de aprender a viver em democracia. Nem se trata de partidos porque como já foi explicado mais acima, do mesmo partido outros tiveram atitudes mais correctas e que funcionaram. Trata-se de pessoas. Ainda por cima de pessoas que há anos têm responsabilidades no governo da freguesia. Será que desconhecia a nova redacção da lei? Será que conhecia e agiu de má fé? Será que isto foi provocado de propósito? Se sim, com que propósito?
Que fique claro, com o Bloco, e aqui no Seixal, as coisas sempre funcionaram assim.
Somos minoritários nos órgãos onde estamos e avaliamos projectos e propostas uma a uma. E votaremos e decidiremos em consonância com o nosso projecto ou se não colidir com ele. Se o presidente da junta eleito tivesse reunido com o BE ( e não se entende por reunião ir a casa de um eleito à noite, pois o BE tem uma direcção política), tivesse explicado os motivos que o levam a escolher um executivo assim e uma mesa da Assembleia assim. Se houvesse ali substância política talvez as coisas tivessem sido diferentes. Cheques em branco não passamos. Nem o povo. Dá votos a quem os merece na opinião deles (se quiserem a este propósito vejam post anterior a este). Por isso há maiorias absolutas, relativas e minorias.
Por isso em Fernão Ferro o cenário mais provável é o de novas eleições que só se devem a uma pessoa. Ao cabeça de lista da CDU e a quem o aconselhou a agir assim. Só falta saber é se foi propositado.

Etiquetas:

51Comenta Este Post

At 11/02/2009 10:43 da manhã, Anonymous Anónimo escreveu...

Talvez para tentar minimizar as alianças com o PSD na Moita , no Barreiro , no Lavradio, o PCP não encontrou melhor argumento, do que dizer que o BE se aliou ao PSD e ao PS, contra o PCP em Fernão Ferro, e têm aparecido na blogosfera , os do costume a divulgarem esta versão.

Se há quatro anos o PCP já não teve maioria absoluta em Fernão Ferro, como governou?

Estranho é que é da area do PSD, que têm partido mais criticas, á forma como os seus eleitos votaram,será que já havia coligação , e que por qualquer motivo falhou á última da hora?

Se o PCP e o BE faziam maioria absoluta em Fernão Ferro, porque não propôs o PCP formalmente ao BE uma coligação , para governarem a Junta de Fernão Ferro?

Conclusão , a solução vão ser novas eleições, o que acaba por ser um mal menor, mas certamente com outra postura dos eleitos do PCP, isso poderia ter sido evitado.

 
At 11/02/2009 11:44 da manhã, Blogger Daniel Arruda escreveu...

Há 4 anos o quadro legal era diferente e como a legislação mudou deveria também ter mudado algum tipo de comportamento.

Mas há aí um pequeno erro. O BE não faz questão nas coligações. O que o BE quer é que comece a haver diálogo nas Assembleias de freguesia. O facto de o BE estar ou não num executivo é irrelevante. O que não pode continuar é a postura do quero posso e mando ou de outra forma "isto é coma a gente quer e acabou".

Quanto ao aliar, isso é uma mentira pegada até porque segundo reza a história os argumentos do PS e do PSD para não viabilizar são completamente dos do BE. Havia lá partidos a quem se tivesse dado um cargo já havia executivo. O BE não quer cargos. Quer medidas e políticas. É uma grande diferença.

 
At 11/02/2009 12:12 da tarde, Anonymous Anónimo escreveu...

O quadro legal mudou, isto vindo de um cabeça de lista a uma Assembleia de Freguesia demonstra bem a incompetência dos eleitos do BE. O que mudou desde há quatro anos para cá na lei? Nada.

Em Fernão Ferro há quatro anos a CDU teve pouco mais que 35% e elegeu 6 elementos para a Assembleia de Freguesia, o PSD 4 e o PS 3. A CDU apresentou o executivo composto por 4 vogais da sua lista, pois o Presidente, esse é logo eleito directamente e a oposição aceitou.

Em 2009 a CDU subiu a sua votação cerca de 40% manteve os 6 elementos na AF, o PSD baixou para 3, o PS 3 e o BE 1. Desta vez a oposição uniu-se em torno do PSD e assumiu que dava dois lugares à CDU e a oposição suponho que coligada ficava com 3.

Isto foi o que se passou na sexta-feira em Fernão Ferro para espanto de todos, ver o candidato do PSD a falar em nome da oposição e dizer que isto foi o combinado entre todos.

L. Gonçalves

 
At 11/02/2009 12:15 da tarde, Blogger josé manuel faria escreveu...

"Se o PCP e o BE faziam maioria absoluta em Fernão Ferro, porque não propôs o PCP formalmente ao BE uma coligação , para governarem a Junta de Fernão Ferro?"

A nova legislação só permite ao presidente de junta a apresentação dos nomes dos vogais. A oposição é obrigada a negociar com o vencedor.

 
At 11/02/2009 12:20 da tarde, Blogger Daniel Arruda escreveu...

Caro anónimo, acha que vou dar explicações a quem me chama incompetente? Claro que não. Mas que mudou, mudou e se não sabe isso azar.
Quanto ao juntarem-se podem dizer 1000 vezes que o BE teve uma posição comum ao PS e PSD. É mentira e voces sabem disso. Podem repetir isso outras 1000 que não passa a ser verdade. A prepotencia do quero posso e mando acabou.
Fala com o Brazio, ex presidente da junta de Corroios. Ele diz-te como se conduz um processo destes. É do teu partido e conduziu-o bem. Minoritário teve um executivo maior que o de Fernão Ferro todo com pessoas do PCP.

O BE pensa pela sua cabeça. Os argumentos para votarem contra até foram diferentes. fomos os únicos que dissemos ao presidente da junta que não queriamos lugares e olha que ele ofereceu da presidencia da mesa. Sabias?
Experimentem dar um lugar ao PS ou ao PSD e vao ver o que eles fazem.

 
At 11/02/2009 12:26 da tarde, Blogger Daniel Arruda escreveu...

José Manuel, O BE não faz coligações para ter uma pessoa ou cargo. Faz-o com base numa política. O PCP não quer e não quis discutir política em Fernão Ferro. Queria que as coisas fossem assim porque eles querem. Assim não há entendimentos.
Eles ofereceram um lugar mas o BE e bem não aceita esta política da coligação or conveniencia. O que está aqui em causa é política. Tu achas bem presidente eleito ir a casa do eleito do BE dizer que vai apresentar a, b e c e que conta com o apio do BE? Então e as políticas. O programa?
Haja decoro.

 
At 11/02/2009 12:54 da tarde, Anonymous Anónimo escreveu...

1º a CDU não tinha falado com ninguem, agora até já ofereceu a Presidência da Assembleia de Freguesia ao BE.

Quais foram as altereções à lei de 2002?

Como em 2005 continua a ser o presidente a apresentar os vogais que pretende?

Não é preciso perguntar ao Brázio, em Fernão Ferro em 2005 o Carlos Pereira também apresentou um executivo somente da CDU e a oposição aceitou.

De 2005 para cá o que mudou em Fernão Ferro foi a eleição de um membro do BE, retirado ao PSD e que para surpresa de todos teve como consequência aquilo a que estamos a assistir.

L. Gonçalves

 
At 11/02/2009 1:44 da tarde, Anonymous Anónimo escreveu...

Daniel falas bem em decóro mas o teu camarada Aniceto não deve ter então qualquer decóro porque antes de o Carlos Pereira ter ido falar com ele a sua casa já ele, o Aniceto, tinha falado com os eleitos do PSD a dizer que estava de acordo em ír um elemento de cada partido da oposição para o executivo e se assim ôsse ele votaria a proposta do PSD.
Quanto ao "estilo" do Carlos Pereira, não é de hoje, mas de sempre.
Desculpa lá, mas foi assim.
Tu é que estás mal informado.

 
At 11/02/2009 1:52 da tarde, Blogger Daniel Arruda escreveu...

L.Gonçalves, está explícito e escrito que falou na vespera das eleições numa visita que fez a casa dele. Se acha que isto é procedimento estamos conversados.

Quanto ao ser o elemento do BE o causador relembro que em Corroios o BE já tinha elemento eleito e aí a postura foi a que se viu. Por isso não se trata dos eleitos do BE.

Depois de me chamar ignorante quer que eu lhe explique o quê. Vá perguntar ao iluminado do carlos Pereira.

 
At 11/02/2009 1:55 da tarde, Blogger Daniel Arruda escreveu...

Anónimo, Já vamos no disse que disse ou é você a pessoa do PSD a quem o Aniceto falou. É que se vamos entrar "no disse que disse por que eu tenho um amigo que é cunhado de um gajo importante lá no PSD do Seixal que tem contactos em Fernão Ferro e ainda por cima fui ao cabeleireiro e lá confirmaram-me que isto é a mais pura das verdades que a pessoa que me disse não é de mentir", eu para já aqui a conversa.
Vamos lá ver de onde é que vêm as tuas fontes.

 
At 11/02/2009 1:55 da tarde, Anonymous Anónimo escreveu...

Talvez este exemplo de Fernão Ferro , e o que se paasou em Olhão, sejam importantes para o BE perceber como funcionam, as panelinhas nas Autarquias.

O PCP que agora critica a postura do BE porque lhe convem, não hesita , quando isso serve os seus interesses, em se aliar com o PSD e o PS, para impedirem o partido mais votado e o seu cabeça de lista , de assumirem o cargo, isso passou-se há quatro anos na Assembleia Municipal de Salvaterra, onde Pedro Choy do BE, apesar de ser o cabeça de lista do partido mais votado , não assumiu a presidência, porque houve uma coligação contrária do PS-PCP-PSD para o impedirem.

E se o BE tivesse seguido o mesmo método , e tivesse feito uma coligação com o PSD e o PS em Fernão Ferro, apresentando uma lista alternativa.....aí sim o PCP poderia criticar, assim, só está a provar, e volto a repeti-lo, que talvez a moscambilha que preparava com o PSD , falhou á ultima da hora.....

 
At 11/02/2009 2:01 da tarde, Blogger Daniel Arruda escreveu...

Anónimo, eu não queria ir tão longe mas tenho de te dar razãoporque o facto que existe é que o parceiro preferencial para coligações autarquicas sempre foi o PSD. MEsmo em Fernão ferro, não precisamos de ir buscar outros protagonsistas. Mais acharem que é o BE com um eleito que controla e manipula toda a oposição deixa-nos lisonjeados mas de facto nao corresponde á realidade como é facilmente comprovável.
Mas felizmente que o BE não toma as atitudes pelo que os outros lhe fazem. Política não é uma quintinha nem uma feira de vaidades.

 
At 11/02/2009 2:45 da tarde, Anonymous Pensar o Seixal no Século XXI escreveu...

Caro Daniel,

Julgo que o seu post pode ajudar a explicar muitas coisas, nomeadamente o porquê do BE ter recusado a lista apresentada pelo PCP.

Julgo também que pode haver alguma luz ao fundo do túnel visto poder depreender das suas palavras que o BE pode estar disponível para validar um executivo do PCP.

Não sei é se esse género de postura vai a tempo de corrigir o que está feito.

Se eu fosse dirigente do PCP Seixal neste momento forçava o não entendimento para realizar novas eleições. Estou convencido que o resultado daria, pela primeira vez, maioria absoluta a este partido em Fernão Ferro.

Cumprimentos,
Filipe de Arede Nunes

 
At 11/02/2009 3:01 da tarde, Blogger Daniel Arruda escreveu...

Olá Filipe, eu acho, mas é a minha opinião pessoal baseada no que fui vendo e ouvindo que o PCP já está a fazer isso desde o princípio do processo.
O BE pode viabilizar um executivo do PCP. Claro que pode. Sempre pode, mas para isso tem de haver uma postura de dialogo por parte do PCP. (nunca viabilizaria um onde entrasse o PSD, por razões mais ou menos óbvias)Tem que discutir política que é isso que importa numa governação seja de uma junta de uma autarquia ou de um governo.
O que não pode acontecer é o que aconteceu em fernão ferro. Não sei quem vai ganhar com isso. Nem quero saber. pessoalmente prefiro que o BE perca votos que estar a renunciar a princípios.
A campanha de mentira que o PCP ou pessoas ligadas ao PCP estão a fazer é vergonhosa.

Só uma coisa, não sei quais as motivações do PS e do PSD para o voto não. O que sei foi de ouvir contar o que vale pouco mas se a decisão do Paulo Edson é a que está no teu blog parece-me uma postura responsável. Podem sempre viabilizar mas com diálogo. Não vi o Paulo Edson a fechar porta nenhuma.

 
At 11/02/2009 3:48 da tarde, Blogger Paulo Silva escreveu...

Daniel
Em primeiro lugar havendo uma maioria de esquerda na Assembleia de Freguesia de Fernão Ferro, a postura da CDU foi falar com o eleito do BE;
Tal conversa, ao contrário do que te disseram, não foi na véspera, mas uma semana antes. Nessa conversa o eleito do BE disse que não queria ir para o executivo, nem para a Mesa da Assembleia de Freguesia.
Face a esta conversa, e à experiencia anterior na Amora e em Corroios, em que a CDU não tinha a maioria absoluta, mas o BE sempre foi uma oposição dialogante, com quem se conversou ao longo do mandato e se conseguiu chegar a entendimentos que permitiram governar a Junta, a CDU não conversou sequer com o PSD ou com o PS.
Foi com espanto que soubemos na vespera da tomada de posse, por um eleito do PSD, que havia um acordo entre o PS, o BE e o PSD para inviabilizarem o executivo da CDU e proporem um executivo composto por um membro da CDU, um do PSD, um do PS e outro do BE.
Esta informação inesperada, pois não contavamos que o BE se coligasse com a direita para ter um lugar no executivo, contradizendo o que nos tinha sido dito. Do exposto resulta que se o BE queria um lugar no executivo, nos devia ter dito na conversa havida e seria analisado pela CDU.
Mais grave Daniel é que no dia da Assembleia, e depos do executivo ter sido inviabilizado, um elemento do Bloco me disse que a CDU conduziu mal as negociações, pois se tivesse falado com o PSD ou com o PS e tivesse dado um lugar no executivo ao PS ou ao PSD esta situação não teria acontecido, ou seja o que o Bloco queria é que a CDU fizesse alianças com a direita.
Lamento profundamente o que aconteceu em Fernão Ferro e lamento mais que o BE tenha recusado o diálogo com a CDU para se coligar com o PS e o PSD.

 
At 11/02/2009 4:19 da tarde, Blogger Daniel Arruda escreveu...

Como tu dizes e muito bem o BE sempre foi uma oposição dialogante. E continua a ser.
Dizes e bem, que o eleito do BE não queria lugares.
Onde falhas é no resto.
Sabes bem que a conversa não foi uma semana antes. Não deverias mentir.
Sabes bem que a CDU de Fernão Ferro falou com pessoas do PS e PSD. Aliás tentou falar e não conseguiu, como o próprio carlos Pereira se queixou ontem para quem quis ouvir. Não deverias mentir.
Sabes que não há acordo entre o PS-PSD-BE. Isso é claro como a água porque os motivos para não votar favoravelmente foram diferentes do BE para os outros partidos. o BE não queria lugares. os outros parece que sim. Não deverias mentir.
Ninguém recusou o diálogo. Os partidos não são pessoas. Os partidos são instituições. Sabes bem que a CDU não tentou dialogar com o BE. Indicou-ao seu eleito o que iraim fazer. A política não se trata na mercearia e tu sabes disso. Por isso não deverias mentir.
Sabes que não foi apresentada uma proposta assim. Onde é que ela foi votada. Alguém disse que poderia ser assim e não foi uma pessoa do BE e tu sabes isso. O BE nãopode ser responsabilizado pelas barbaridades que outros dizem. É feio mentir.

Enfim. Concordo que haja aí problemas para resolver mas são oces que vão ter de os resolver com o Carlos Pereira. Esta situação tem um responsável e é a ele que devem pedir explicações. Se ele não foi capaz de fazer, à semelhança do que fizeram em Corroios há 4 anos uam simples reunião para resolver este problema e preferiram a conversa de mercearia, não há que pôr culpas nos outros. Ponham em quem de direito.
Compreendo que seja complicado mas não é com campanhas na net que se evitam estas coisas. A esta hora a CDU deveria estar a trabalhar para resolver o impasse. Ou será que se está à espera da tomada de posse de logo para se falar informalmente sobre o assunto com os outros partidos.

 
At 11/02/2009 4:29 da tarde, Anonymous Anónimo escreveu...

" BE pode viabilizar um executivo do PCP. Claro que pode. Sempre pode, mas para isso tem de haver uma postura de dialogo por parte do PCP. (nunca viabilizaria um onde entrasse o PSD,..."

Que confusão vai nas cabeças dos dirigentes do BE, então a CDU apresenta um executivo sem PSD e PS, o BE recusa e tenta impor um executivo com o PSD. Isto demonstra bem que o BE não percebeu onde se estava a meter quando acordou com o PSD e tenta agora dar 1001 piruetas, a cada pirueta que dá, mais ser percebe a trapalhada em que se envolveu.

 
At 11/02/2009 5:28 da tarde, Anonymous Anónimo escreveu...

Para corrigir também o comentário do Paulo Siva, deixo aqui o comentário que coloquei no blogue do Filipe Aredes Nunes:

Coisas que o Daniel Arruda devia saber e parece que não sabe, talvez por culpa do Cabeleireiro onde vai que não está devidamente informado.

Permita-me Daniel,só acrescentar que acho curioso o BE considerar o Cabeleireiro uma fonte fidedigna para poder confirmar a informação que lhe chegou de forma enviesada.

Mas vamos ao essencial, porque o acessório não é para aqui chamado.

1-Antes de o Carlos Pereira ter ido à casa do Aniceto falar com ele, já o Aniceto, tinha falado com os eleitos do PSD.

2-Na véspera da Assembleia voltou a falar com os eleitos do PSD para dizer que “se a proposta for no sentido de entrar para o executivo um elemento de cada partido da oposição, ele votaria favoravelmente”.

Se isto não é uma exigência então o que será?

Se isto não é um acordo, mesmo verbal, será o quê?

Se o BE fez uma Convenção onde foi decidido que o BE não faria acordos com partidos da direita e se agora o eleito do BE fez um acordo com o PSD, só posso pensar duas coisas:

-O BE não considera o PSD um partido de direita e por isso acordou o que acordou com os eleitos do PSD.
-O BE considera o PSD de direita e neste caso o eleito do BE, traiu o BE.

Mas nesta questão, a discussão pertence ao BE.

Se o BE não luta por lugares, então porque não vota favoravelmente uma proposta que vá no sentido de entrar para o executivo um eleito do PSD e do PS?

Com esta sua atitude está ultrapassado o problema e reposta a legitimidade sufragada pelos eleitores.

Cumprimentos

 
At 11/02/2009 5:34 da tarde, Blogger Paulo Silva escreveu...

Daniel
Não vou aqui entrar em diálogo, só te digo que não estou a mentir... Quanto às tuas afirmações acredito que alguém do BE te mentiu, a tentar justificar o injustificável. Por isso Daniel se alguém, podes estar certo, esse alguém não sou eu!
Eu continuo a lamentar que o BE não tivesse logo dito que queria um lugar no executivo da Junta, teria sido mais honesto e não chegariamos ao impasse em que estamos actualmente.

 
At 11/02/2009 5:45 da tarde, Anonymous Anónimo escreveu...

Caro Daniel
Sem ser defensor do Paulo Silva porque não sou seu apoiante, devo dizer que ele não está a mentir mas sim a falar verdade quando diz que foi uma semana antes que o eleito do BE conversou com a "Direita".
Mais. Foi até no próprio dia das eleições, mal se soube os resultados, que o eleito do BE foi ter com a "Direita" para se consertar um entendimento.
Mais uma vez, digo que quem está fora da verdade é o Daniel, e não lhe estou a chamar mentiroso.Estou apenas a dizer que está mal informado.
Uma coisa a população fica a saber: Quem é quem?
Já agora "se estas coisas" não fossem discutidas na net talvez a população nunca saberia quem tinha e o que querem.
E se a net não servisse também para informar e discutir política, este blog talvez nem existisse.

Cumprimentos

 
At 11/02/2009 6:06 da tarde, Anonymous Anónimo escreveu...

Jeronimo de Sousa, a propósito das propostas de Socrates , para uma coligação , disse o importante eram as politicas, e só depois se discutiriam nomes.

Mais Jeronimo de Sousa acusou Socrates, de não perceber que já não tinha a maioria absoluta.

Não sendo totalmente iguais os casos de Socrates, e da forma como o PCP de Fernão Ferro actuou ,penso que se o PCP de Fernão Ferro, tivesse seguido as palavras avisadas do seu secretário geral, certamente teria actuado de outra forma.

Não conheço totalmente o caso de Fernão Ferro , até porque me parece que os apoiantes do PCP, estão a tentar passar informações, que o Daniel e os apoiante do Bloco contestam.

Mas se quisermos ser lógicos, qual o interesse que têm as forças da oposição de Fernão Ferro , em que se realizem eleições antecipadas, o PCP faz o papel de vitima, e capitaliza, as oposições perdem, o mesmo jogo faz Socrates com as oposições.

Sendo assim só ao PCP interessa eleições antecipadas,talvez porque das 6 freguesias do Seixal, a única em que o PCP não tem maioria absoluta, seja
exactamente a Freguesia de Fernão Ferro....

 
At 11/02/2009 6:46 da tarde, Anonymous Anónimo escreveu...

Se o Paulo Silva vem aqui é porque está mesmo aflito, vai de esticar a corda. Já tou a ver o BE,o PS e o PSD a sairem no boletim municipal a demonstrar o belissimo trabalho que fazem em Fernão Ferro.

E essa conversa de direita e de esquerda não existe na politica local. Existe apenas pessoas de boa vontade e o caciquismo instalado há 30 anos.

 
At 11/02/2009 7:45 da tarde, Anonymous Anónimo escreveu...

Ó Daniel antes de escreveres devias ter-te informado elhor.

P Presidente da Junta eleito contactou com o Paulo Edson (PSD), com os responsaveis do PS que encaminharam para o Sr. Meda (PS) -que nunca atendeu e falou com a Vossa matriarca na Freguesia a Dª Luisa e com o candidato Sr. Aniceto. O intuito de os contatar foi para gerar concensos como sempre fez. Mas Vcs não quiseram! Estavam de coluio uns com os outros, coligaram-se contra a vontade popular e determinaram-se a boicotar o funcionamento da Instituição/Junta de Freguesia.
Esta foi a verdade!!!
Mas o que é certo é que os eleitores votaram para a Assembleia e os vogais da Junta seriam eleitos pela assembleia, sob proposta do Presidente eleito. O que é natural, pois que ganha deve fazer um governo da sua confiança.
Os partidos em coluio, PS/PSD/BE querem o que o Povo não vos deu - enfiarem-se na Junta e governarem!!!
O Povo quiz que fosse a CDU a ganhar e Vcs. não se conformam, não respeitam a Democracia, isso é que ficou provado, com este triste episódio!!!

 
At 11/02/2009 7:54 da tarde, Anonymous Anónimo escreveu...

Muito estranho a atitude do BE!!
O quê??? Aliaram-se???
Onde é que está a direcção politica deste partido?

 
At 11/02/2009 10:44 da tarde, Anonymous Anónimo escreveu...

"Os partidos em coluio, PS/PSD/BE querem o que o Povo não vos deu - enfiarem-se na Junta e governarem!!!
O Povo quiz que fosse a CDU a ganhar e Vcs. não se conformam, não respeitam a Democracia, isso é que ficou provado, com este triste episódio!!!"

Muito bem! Eles nunca respeitam a democracia.

 
At 11/02/2009 10:44 da tarde, Anonymous Anónimo escreveu...

Então, e a vontade soberana do povo, pá?

 
At 11/02/2009 11:20 da tarde, Anonymous Anónimo escreveu...

ò Sr. Daniel nunca mais o ouvi falar das AUGI? Passou-se algo que deveria partilhar?

 
At 11/02/2009 11:45 da tarde, Anonymous Anónimo escreveu...

"Onde é que está a direcção politica deste partido?"

A assobiar para o lado. Na Junta de Salvaterra de Magos também se aliaram ao PSD.

 
At 11/03/2009 8:02 da manhã, Blogger Daniel Arruda escreveu...

Uma pessoa está umas horas sem vir ao Troll e toma lá disto. tanto comentário que é complicado responder a tudo mas vou tentar.

O pessoal do PCP pode cotar a mentira as vezes que quiser. Ela não se torna verdade. A postura do BE ao longo dos últimos anos, como o Paulo Silva referiu e bem no seu 1º comentário, não deixa margem para dúvidas quanto á nossa postura. Não vale a pena arranjarem alianças e coligações que não existem nem a tentativa de arranjarmso lugares. Não é isos que nos move.

Ao comentador que referiu Jerónimo de Sousa. Dou-lhe razão. Aliás quem se lembra do que se passou por exemplo em Lisboa sabe que o PCP nunca quer discutir lugares mas sim políticas. Porque não o haveria de querer em Fernão Ferro. Não sei mas o certo é que o Carlos Pereira fez exactamente o cobntrário do que o seu partido apregoa.

Ninguem considerou o cablereiro uma fonte fidedigna, estava apenas a gozar contigo ou com um outro anónimo por causa da referência ao "me disseram que". Se não entendeu então azar.

O disparate já vai tão longe que foi no dia das eleições. Curioso é que eu estive com o aniceto depois das eleições e não vi ninguém do PSD na festa do BE. Ou será que isto já vinha de antes das eleições? Vejam lá. Com um bocado de imaginação isto é uma cabala com mais de 3 anos.

Enfim, podemos não ter gostado do processo mas isto de apontar baterias para o BE sabe sempre bem. Afinal parece que somos nós os verdadeiros líderes da oposição. Tenham vergonha e assumam as vossas responsabilidades.

 
At 11/03/2009 1:36 da tarde, Anonymous Anónimo escreveu...

"Eu já calculava que a história de Fernão Ferro iria acabar aqui no Troll, mas enfim, para que não se fale mais do que não se sabe aqui vai a versão oficial dos factos que me foram transmitidos pelas pessoas de Fernão Ferro do BE." Ou seja a versão oficial! Viva a tua verdade é mais verdade que a verdade dos outros, essa da pureza divina faz-me rir. Não discuto qual a verdadeira versão, só constato que a tua posição não é dialogante pois pelo transcrito das tuas afirmações já estás com uma posição cristalizada, assim não irá haver dialogo que lhe resista.
antonio jacinto

 
At 11/03/2009 2:07 da tarde, Blogger Daniel Arruda escreveu...

Jacinto, não estás á espera que eu acredite quem nos últimos 6 anos tem debitado mentiras umas atrás das outras pois não. Não queres que eu me acredite quem durante a campanha difamou e caluniou pois não. por isso há pessoas do PCP em quem eu não acredito. Ponto final. Quem não gosta tem bom remédio. poha na borda do prato.
Quanto á minha posição não dialogante se não visitasses só alguns sites, blogues e foruns vias que se há pessoa dialogane sou eu, mas enfim. As tuas palas não permitem que vás ver para além daquilo que o partido te autoriza.

 
At 11/03/2009 2:38 da tarde, Anonymous Anónimo escreveu...

parece que tb passo por este blog! quanto ao resto não vou descer ao nivel da linguagem por ti utilizada neste teu espaço, a isto chama-se respeito. quanto ao ser militante ou não de um qualquer partido politico, sou sim senhor com muita honra, sou militante do Partido Comunista Português, e esse facto parece que te incomoda. quanto ao ser dialogante ou não eu até escrevi aqui esperando um dialogo franco e aberto, mas mais uma vez essa esquerda de confiançao deixou muito a desejar. agora o povo (que é soberano) que se volte a pronunciar num novo acto eleitoral afirmando de forma clara e inequivoca o que quer para FF, pela minha parte estou disponivel para esse combate politico e não de achincalhamento popular como alguns o querem caracterizar. Sem qualquer ressentimento, abraço
antónio jacinto

 
At 11/03/2009 3:17 da tarde, Blogger Daniel Arruda escreveu...

Achincalhamento?!?!?!? essa tem piada, o teu amigo (camarada) que diz que se chama teixeira no blog dele chama-nos corja, aldrabões, corruptos, vendidos, enfim um chorrilho. Outros comentadores anónimos chamam pior. Durante a campanha acusaram-me a mim no Aldeia PP de cobardia e outras coisas. Mentiram e difamaram a minha camarada candidata à Arrentela Queres que continue? e tu falas a mim de achincalhamento?
È preciso descaramento.
Quanto ao resto o povo é de facto soberano mas cada vez me convenço mais que esta situação foi pensada pela CDU para obrigar a novas eleições. Cada vez mais me acredito que houve má vontade e má fé neste processo.
Jacinto, tem juízo nessa cabeça. Em matéria de sectarismo o PCP no Seixal é um exemplo do que é que é o total desrespeito pelas oposições.
Fica bem e não há ressentimentos.

 
At 11/03/2009 5:15 da tarde, Anonymous Anónimo escreveu...

E as AUGIS????? Seja de flores ou não.....

 
At 11/03/2009 6:11 da tarde, Anonymous Anónimo escreveu...

"ada vez me convenço mais que esta situação foi pensada pela CDU para obrigar a novas eleições."

É a confissão da máxima patetice! Isto é, a suposta "esquerda" inteligente afinal parece bem burrinha ao admitir ter caído numa esparrela.

Quando se anda em areias movediças, quanto mais se estrebucha mais se enterra. É o caso.

 
At 11/03/2009 9:16 da tarde, Anonymous Anónimo escreveu...

Não tencionava voltar a escrever aqui sobre este tema mas a isso sou obrigado. Quem te acusou, a ti ou ao BE de estarem a fazer achincalhamento? Onde eu escrevi isso? Lê com atenção, não tem destinatário, como alguns, foi o que eu disse e a boina a alguém havia de servir, pelos vistos foste o primeiro a enfiar a mesma. Mas mantenho, não entendo, eu, que esse achincalhamento tenha sido promovido por ti ou pelo BE. Quanto aos contornos precisos de forma séria e honesta não posso afirmar que foi assim ou assado, mas desde o inicio que afirmei isto, só entendo que desse lado (tu)deveria haver um ouvir das partes e não dar como verdade adquirida só a versão do teu camarada. era tão somente isto que eu queria chamar a atenção e realçar. Quanto ás alianças que o BE pode ou não fazer não acho que isso seja assim tão linear, senão teriam que me explicar como é que no vizinho concelho do Barreiro, na Freguesia da Verderena o BE apresenta como cabeça de lista o Carmindo Vicente, ex autarca pelo PS, e actual militante do PS com as quotas em dia até 31 de Dezembro como o próprio fez questão de afirmar e demonstrar. Não deve ser essa a esquerda de confiança que tu defendes, realço tu defendes. abraço
antónio jacinto

PS (salvo seja) prometo não voltar a abordar este tema neste post.

 
At 11/04/2009 4:26 da tarde, Anonymous Anónimo escreveu...

Com que então na "Verderena o BE apresenta como cabeça de lista o Carmindo Vicente, ex autarca pelo PS, e actual militante do PS com as quotas em dia até 31 de Dezembro como o próprio fez questão de afirmar e demonstrar."

Muito se aprende por aqui. Mas era melhor avisar o Carmindo Vicente para se desfiliar não vá o PS expulsá-lo por ter encabeçado a lista do BE. A não ser que esta tenha sido uma manobra conjunta de BE e PS.

 
At 11/05/2009 9:32 da manhã, Blogger Daniel Arruda escreveu...

Essa do Barreiro é boa quando no Seixal, na Freguesia de Corroios o PCP convida um autarca em funções do BE para fazer parte da lista a troco da construção de uma sede para o clube onde essa pessoa é dirigente.
Seriedade?????? O que é isso????

 
At 11/05/2009 1:24 da tarde, Blogger Daniel Arruda escreveu...

No meio de muitos comentários que não publiquei porque eram apenas ofensas baratas, sem querer apaguei um que era apenas uma constatação de um facto. A quem escreveu um comentário sério e que não o veja aqui publicado peço desculpa e o pedido que o escreva outra vez para o poder publicar.
A pessoa certamente sabe que o que escreveu e por isso se identificará com facilidade.

 
At 11/05/2009 7:32 da tarde, Anonymous Anónimo escreveu...

Quanto a essa de no Seixal o PCP ter convidado alguem do BE para fazer partes das listas a troco não sei do quê desconheço. Agora para afirmar isso tem que fazer prova do mesmo! Prove com provas inequivocas e não com o diz que disse, e quanto ao caso do Barreiro a prova é evidente, é publico e está documentado. No caso de não fazer prova do que afirmou terei que o considerar mentiroso com todas as letras e, sinceramente, não queria concluir isso em relação a ti, pois não era/é a opinião que tenho. abraço
antónio jacinto

 
At 11/05/2009 11:59 da tarde, Blogger António Cardoso escreveu...

Sábado, dia 07 de Novembro, pelas 09h00, Marcha Cívica da População do Pinhal do General.

Sem cariz político, religioso, ideológico, Vamos Alertar para a situação desta pequena localidade limite do Concelho e talvez por isso tão esquecida. O percurso passará por alguns dos Pontos Negros do Pinhal do General e termina no Mercado de Fernão Ferro.

Participe!

D + pelo Pinhal do General!

www.viverpinhaldogeneral.blogspot.com

 
At 11/09/2009 9:06 da manhã, Blogger Daniel Arruda escreveu...

Confirrma nas listas do PCP o nome de Paulo Gonçalves e vai ver as listas do BE há 4 anos. Está provado e escrito.
De caminho vai a Vale Milhaços e vê as obras para a sede do águias. Estão lá para veres. Se quiseres até te dou o numero dele para confirmares.

 
At 11/09/2009 3:30 da tarde, Anonymous Anónimo escreveu...

"Quem tem telhados de vidro, não atira pedras"

Sr. Daniel Arruda, é do conhecimento geral, sendo o mesmo registado numa crónica que você mesmo redigiu, que você é também membro de uma colectividade, o clube de Santa Marta.
Não será por isso que o executivo da junta de Freguesia ou Câmara Municipal não deixaram de colaborar e ajudar em tudo quanto necessitavam...
Estar a realçar que o sr. Paulo Gonçalves entrou na lista da CDU unicamente para ter uma sede nova só mostra duas coisas:

1- Mostra da sua parte estar desatento à história das Colectividades da Freguesia;

2- Mostra que da sua parte não está minimamente inteirado sobre o que é o movimento associativo e seus respectivos processos.

Se assim fosse, você seria um dirigente associativo exemplar, contudo julgo isso não ser uma realidade...que digam as Animações de Rua que o seu clube organizou em Santa Marta, com a colaboração da Junta de Freguesia de Corroios.

Cumprimentos

 
At 11/09/2009 4:18 da tarde, Blogger Daniel Arruda escreveu...

Anónimo, podes dizer o que quiseres mas ele vendeu-se por um prato de lentilhas o que não abona em favor dele nem de quem o comprou.
No que diz respeito a Sta Marta exactamente por saber como é que as coisas funcionam é que as coisas são como são.
Já agora não faço parte da direcção e a direcção que lá está não precisa de ser comprada. E espero que nunca o seja. Senão deixava de ter a confiança ilimitada que tenho neles, independentemente da cor política que tenham.
Já agora e quanto a movimento associativo acho que não sabe do que fala. Mas é uma opinião minha.

 
At 11/10/2009 1:57 da manhã, Anonymous Anónimo escreveu...

Caro Daniel, continuo a afirmar que é de gravíssima irresponsabilidade da sua parte, sendo uma pessoa que actualmente tem responsabilidades no seio de uma Assembleia de Freguesia, no caso específico de Corroios, proferir tais coisas.

Algo que podemos fazer é emitir a nossa opinião e julgar as pessoas, outra é afirmar como você faz que a pessoa se vendeu por um prato de lentilhas...deveria provar o que realmente diz!
Mas julgo que não deveria ser da boca para fora...poderia ser com algo de muito concreto, com provas, pois para além de difamar uma pessoa, não apresenta o fundamental, provas de que isso é uma realidade.

Quanto ao Movimento Associativo, é pena que você tenha tido esta "breve" e fugaz passagem pelo movimento associativo, pois pessoas como você...pelo que escreve, a não ser que partilhe de muitos dos ideais demagógicos de grande parte da classe politica, seria uma mais valia para o movimento associativo.

E estou mais por dentro do movimento associativo do que você julga, porque fui-me inteirar dessa situação e esse processo já está em andamento na DDEDM (Divisão de Desporto e Equipamentos Desportivos Municipais) há cerca de sete anos, por isso mais uma vez, estar a fazer essas afirmações sem provas em concreto, não abona nada em seu favor, nem da sua prórpia credibilidade enquanto eleito de uma freguesia.

Cumprimentos

 
At 11/10/2009 8:24 da manhã, Blogger Daniel Arruda escreveu...

Quanto ao resto é chover no molhado não vou insistir.
Quanto á minha passagem não foi fugaz nem deixa de ser. Sou membro da Assembleia e nisso continuo. Quando digo que não faço parte da direcção foi porque nunca fiz embora ajude em tudo o que posso. Não podemos tocar muitos instrumentos ao memso tempo sob pena de haver os que soem mal.

 
At 11/10/2009 9:32 da manhã, Anonymous Anónimo escreveu...

Então como eleitor da freguesia de Corroios, fico extremamente desiludido com a sua atitude.

Porque se há algo que o bloco de esquerda muito defende é a transparência, por tudo isso julgo que para o sr.Daniel Arruda "ficar bem na fotografia", deveria justificar com algo concreto as suas afirmações, porque volto a frisar...são graves.

Não se trata de chover no molhado...trata-se sim de transparência e de verdade!

Por isso acho que começa mal nas suas funções de eleito...

Cumprimentos

 
At 11/10/2009 11:12 da manhã, Blogger Daniel Arruda escreveu...

De transparencia e verdade não recebo lições se me permite o descaramento e a audácia e quanto ás afirmações se fôr confrontado com elas responderei onde fôr confrontado. Não será num blog a falar com um anónimo, com todo o respeito que você enquanto pessoa me possa merecer, mas que não sei quem é.
E acredite que segundo algumas concepções da vida política vou acabar as minhas funções pior. é que vou fazer questão de ser incómodo em todos os orgãos de poder autárquico. Mesmo que haja pessoas que não gostem.

 
At 11/10/2009 3:02 da tarde, Anonymous Anónimo escreveu...

Então caro Arruda, se me permite também o descaramento e a audácia gostaria de ser esclarecido sobre algumas situações.

Parafraseando Vitor Cavalinhos " (...) O Bloco de Esquerda não entra em discussões que se baseiam em calúnias (...)"

Excerto, retirado do jornal Noticias do Seixal, da mensagem de Vitor Cavalinhos (membro da coordenadora do BE/Seixal) sobre a situação específica de Fernão Ferro.

E porque fiz isto?
Porque você também gosta de o fazer, inclusive no seu discurso inaugural na Assembleia de Freguesia de Corroios.

Ora, se este individuo com grandes responsabilidades faz uma afirmação destas, algo vai mal no Bloco de Esquerda, porque a sua postura neste post, é claramente oposta às directrizes da direcção do Bloco de Esquerda.

Mais, por falar em transparência, poderei não ser uma pessoa que lhe dará lições de transparência e verdade por estar em "anónimo", contudo logo à partida este é um blogue onde não há total transparência, pelo simples facto de existir um filtro censurial, anterior à publicação dos comentários...não sabemos que comentários são eliminados!

Outro descaramento da minha parte, nesta situação que você enérgicamente se dedicou afincadamente (tentar demonstrar o porquê do aparecimento do sr. Paulo Gonçalves na lista da CDU, mesmo que em lugar não elegível), ficou práticamente assente, que quando alguém concorre por algum partido, está fidelizado ao mesmo para o resto da vida...então e você ainda se lembra das suas origens políticas?

Por isso digo,

"Quem tem telhados de vidro, não atira pedras"

Cumprimentos

 
At 11/10/2009 4:07 da tarde, Blogger Daniel Arruda escreveu...

Vou responder a algumas coisas que refere no seu comentário.

Os comentários são filtrados não por que só publiquemos o que nos agrada, o que facilmente poderá comprovar nas caixas de comentários. Só apagamos os que incuem ofensas aos autores deste blogue ou a outros comentadores e mesmo nessas temos sido tolerantes com algumas que nos parecem menos graves. Tivemos durante demasiado tempo pessoas que ás 3, 4 ou 5 da manhã nos colocavam 40 ou ais comentários em cada post e tivemos outros que tinham já o condão de por razões que não interessam aqui interferir com a vida particular das pessoas deste blogue.

Ninguém é fiedelizado a nenhum partido. Somos é fidelizados com a nossa consciencia e essa não tem partidos. Se acha bem que uma pessoa eleita por um partido, não aceite ser candidato de novo com o argumento que não quer mais estar na vida política e depois aparece nas listas de outro partido sem uma justificação e nem sequer abdica do seu lugar na assembleia como mandaria o bom tom isso é a sua opinião. Não me parece eticamente correto que sendo eleito com um programa esteja nas duas últimas assembleias de freguesia a defender outro que entretanto, pelas razões mais diversas adoptou como dele.

A minha discussão não se baseia em calúnias, o que eu disse é que não as vou esgrimir aqui no troll. É diferente. Quanto a eu defender porventura coisas diferentes do que o BE defende não me parece sequer mau. No BE não há centralismo democrático pelo que não sou obrigado a defender a mesma opinião que todos os meus camaradas. Faço-o sempre que acho necessário em nome de uma união que é necessária, mas sempre que as posições do BE colidirem com os meus valores irei dizé-lo frontalmente. Neste caso em particular não há nenhuma diferença de postura emtre mim e o Vitor. Apenas não faço num blogue uma discussão que num dia a vir ter lugar, será numa das várias assoalhadas da democracia.
Deverá coompreender que este não é o local próprio. Veja o exemplo do Paulo Silva. Escreveu o que quis e quem se sentiu ofendido recorreu para onde deveria para repor a honra e o bom nome. Lá serão esgrimidos argumentos. Se alguém aqui se sentiu ofendido faça o mesmo ou então para ser mais fácil na próxima assembleia de freguesia confronte-me com isso. Lá explicarei com todo o prazer para que todos saibamos do que estamos a falar e de quais algumas práticas de pessoas da CDU na freguesia. Para mim é justo, e para si?

 
At 11/12/2009 1:01 da manhã, Blogger António Cardoso escreveu...

Boa noite,

Uma fotografia vale mais do que mil palavras!

www.viverpinhaldogeneral.blogspot.com

Um Bem-haja!

 

Enviar um comentário

<< Home