« Home | Ainda Filipa de Castro ... » | Bússola eleitoral » | Domingos Lopes » | Sócrates nos Gatos » | A nossa escolha » | Eros » | Uma ausência não explicada » | 1º dia de aulas » | Algumas notas sobre o Programa do Bloco de Esquerd... » | Sobre trovoadas e afins... »

sexta-feira, setembro 18, 2009

Ainda Filipa de Castro ... (Versão séria)

... ou a versão pós moderna do clássico do Marco Paulo, "Eu tenho dois amores"!!!!!!!
.
Ontem não tive hipótese de vir ao computador pelo que não postei sobre a notícia do momento, aqui no meu concelho. E perguntam vocês qual é que é a notícia do momento. Será que é o pagamento indevido feito por Alfredo Monteiro? Será que é a questão social da Quinta da Princesa? Será que é o problema da mobilidade interna e externa do concelho? Será que é o concurso público para passagem aos quadros o enorme número de trabalhadores que estão a recibo verde? Será outro qualquer tema político? Claro que não. Porque há candidatos que não querem discutir política, porque não sabem sequer o que é isso.
O tema do momento é outra vez (
ver aqui post anterior sobre este tema) Filipa de Castro. Sim, ela mesmo. Segundo notícia de ontem do Correio da Manhã, e já por mim confirmada, a senhora chateou-se com o seu amigo Samuel Cruz e deixou de ser mandatária para a juventude do PS Seixal. Podia-se dizer que era um arrufo. Mas o que tem mesmo é o que vem a seguir. É que parece que a "senhora" vai ser mandatária até ao fim da campanha pelo PSD Seixal, a fazer fé na mesma notícia e isso já não consegui confirmar.
A vontade de fazer uma posta “cusca” sobre o tema é grande demais mas vou tentar manter o registo sério nesta palhaçada. É que pouco me importa quem é que tem a senhora como mandatária ou mesmo se ela é mandatária de um, de outro ou dos dois ao mesmo tempo. Seria se calhar uma optimização de custos. Para farinha do mesmo saco, uma mandatária comum. Não vejo diferença entre Samuel Cruz e Paulo Edson Cunha. A ambos não lhes reconheço qualidades políticas para dirigirem o concelho do Seixal, é uma opinião pessoal que vale o que vale, o que em nada belisca a opinião pessoal que possa ter de ambos. Acho até que ambos, e mais uma vez é uma opinião pessoal, têm uma ideia de política autárquica que me choca pois nunca vi a política como meio de promoção pessoal e de auto afirmação mas sim como o veículo privilegiado para fomentar a democracia, a participação de todos e de servir. É uma questão ideológica. Tal como é ideológica a ideia (e que me separa à esquerda, do PCP também) de que a política se deva reger pelo culto da personalidade.
Posto isto podemos perguntar o que é que isto tem a ver com Filipa de Castro. Tudo, pois esta personagem, estranha ao Concelho do Seixal, corre o risco de ser decisiva no resultado de dia 11 de Outubro.
Defendia e defendo a ideia de que sendo para mim o BE a única alternativa credível à política da CDU no Seixal achava que, com o voto dos seixalenses, o BE poderia e pode eleger uma representação forte na Assembleia Municipal e na vereação e dessa forma contribuir decisivamente para a democratização do concelho, especialmente com a perca da maioria absoluta por parte do PCP nos dois órgãos e por passar a existir verdadeiramente uma oposição construtiva no meu concelho. Ora se esta premissa em relação ao BE para mim continua correcta acho sinceramente que esta campanha levada a cabo pelo PS e PSD não credibilizam a vida política concelhia e dessa forma podem levar a um afastamento ainda maior da população dos seus órgãos políticos e assim, para além de correrem com o PS e PSD do mapa autárquico seixalense não prestigiam a democracia e pior, dessa forma prestam um mau serviço à população permitindo manter este poder absoluto de décadas que têm dado os maus resultados que se têm visto. Porque eu não vejo a democracia como o exercício de tentar esmagar o outro. Vejo-o antes como a forma de, na diferença, se poder encontrar a melhor solução.
Poderão dizer que cabe ao BE capitalizar esse descontentamento para ainda aumentar mais a sua base de apoio. É um facto. Se, como já se viu na elaboração das listas, fomos a par do PCP os únicos que fizemos as listas com as gentes do Seixal e só com essas, podemos agora ter a expressão eleitoral que de facto nos propusemos desde a criação do BE.
Mas não temos ilusões quanto à natureza humana. Um munícipe descontente com toda esta palhaçada (de amarrados a Top Models passando por slogans copiados visando o Marketing) mais depressa se alheará da vida política concelhia que lutará para mudar as coisas. A responsabilidade de credibilizar a vida política autárquica que está nas ruas da amargura por causa de anos a fio de escândalos como os de Felgueiras ou Gondomar, por personagens sinistras como Fernando Ruas, Avelino Torres, Isaltino Morais, Valentim Loureiro, Fátima Felgueiras, entre tantos outros, é de todos e ninguém se pode demitir dessa responsabilidade.
Por isso acuso desde já o PS e o PSD de serem os grandes responsáveis pelo que temo vir a ser mais uma derrota do Seixal Democrático. Poderão, daqui a uns anos, o Samuel Cruz e o Paulo Edson Cunha serem figuras de proa nos seus partidos que como todos sabemos são passageiros ao sabor de uma ou de outra liderança, mas o que ficará para a história é que são ambos responsáveis pela mais pobre e destrutiva campanha eleitoral de que há memória no Seixal. Eu enquanto “actor” autárquico, pessoa com intervenção activa no meu Bairro, na minha Freguesia, no meu concelho e no meu país, sempre fiz e farei a minha parte. Tal como o Partido que represento. Assim fossem todos e teríamos melhor política e mais política.
Assim teremos o que sempre tivemos. Mediocridade, vaidade e, acima de tudo, um total desprezo pela causa pública.

Etiquetas:

5Comenta Este Post

At 9/18/2009 1:34 da tarde, Blogger Filipe de Arede Nunes escreveu...

Caro Daniel,

Discordo amplamente de quase tudo o que escreve.

Apesar de o ter alertado (com link e tudo) continua a insistir que Filipa Castro possa vir a ter algum lugar na estrutura de campanha do PSD, sendo certo que o Dr. Paulo Edson da Cunha já o desmentiu. Depois do meu link deixou de ter desculpa para repetir o erro!´

Quanto ao resto. Enfim, talvez não seja este o lugar para ter esta discussão. Prefiro assitir à sua participação no debate de mais logo para tirar conclusões mais próximas do definitivo.

Cumprimentos,
Filipe de Arede Nunes

 
At 9/18/2009 2:30 da tarde, Blogger Daniel Arruda escreveu...

Desculpe Filipe mas a verdade é que em lugar algum desta posta disse que ela iria ser mandatária do PSD. Disse que poderia ser de um, de outro ou de ambos que isso me era indiferente. Poderia não é pode como saberá.
Ao que o Sr se refere está na parte que é copy paste da posta satírica e onde como poderá ler diz que não confirmei a notícia. Porque é a verdade. O CM diz que sim. O PSD diz que não e desculpe-me a franqueza mas quando falamos do PSD lembramo-nos de n casos em que o que foi desmentido afinal era verdade.
Ou seja, em lado nenhum vê uma afirmação minha em que eu afirmo que vai ser. Citei um jornal e usei o condicional. Deduzir daí que eu afirmo é uma intrepretação abusiva.

Quanto ao não concordar eu calculava e não esperava que concordasse. Mas a democracia não se faz com concordancias. Faz-se com debate e discussão política e acima de tudo respeito pelas diferenças.

 
At 9/18/2009 3:18 da tarde, Blogger Filipe de Arede Nunes escreveu...

Caro Daniel,

Suscitar, neste caso, qualquer hipótese é intelectualmente desonesto, porque, e volto a frisar, o mesmo foi amplamente desmentido pelo Dr. Paulo Edson da Cunha. Se é assim que habitualmente faz política não posso deixar de lamentar.

Quanto ao resto, e como disse, julgo que este não será o espaço adequado para discutir o assunto que o mereceria sem qualquer margem para dúvidas!

Cumprimentos,
Filipe de Arede Nunes

 
At 9/21/2009 3:02 da manhã, Anonymous Anónimo escreveu...

Oh Arruda já te disse aqui várias vezes para deixares de ser tão parvalhão e desonesto a fazer política. És uma espécie de MFL esquerdalha. A ela não interessa se ouve escutas interessa-lhe é que as pessoas acreditam nisso. Assim estás tu. Mas deixa lá. Melhores dias virão. Já apoiaste o Sá Fernandes e que aconteceu? Ele deu-te com pés.É pior, mas muito pior que este caso que referes. E o Alegre? Que andaste com ele nas palminhas o homem era muito de esquerda e agora aparece nos comícios com o Sócrates. Só te dão desgostos que vais tentando "curar" com esta do Seixal. Pobre Arruda, como ainda há gente assim no século XXI.

 
At 9/21/2009 3:07 da tarde, Blogger Daniel Arruda escreveu...

Anónimo, pobre de quem se esconde atrás do anonimato para ofender, deturpar e denegrir.
Se há aqui alguém pobre és tu. De espírito e contra isso nada posso fazer.
Sobra-te um consolo. Já pudeste estar ao pé da Filipa de Castro sem precisar de ir á festa do croquete que ela queria organizar em Almada.

 

Enviar um comentário

<< Home